Chá com os Deuses

Julho 02 2010

A definição de ‘Programa’ é um código que “põe em movimento uma série de eventos” e, embora o termo seja associado quase de imediato aos computadores, lembra-se aqui que desde os átomos até às células, das órbitas às estações do ano, o Universo se mantém em movimento seguindo padrões; e sabemos também que esses padrões se repetem sob a forma de ciclos – esses ciclos são os ‘programas da Natureza’ – e ainda que a Natureza constrói-se a si mesma em fragmentos, cada um feito de padrões, semelhantes mas não idênticos, que é o que se define como ‘Auto-Semelhança’.

 

A visão fractal do cosmos é tão completa que explica mesmo as qualidades estéticas de equilíbrio e simetria a que aspiram artistas, matemáticos e filósofos e a Natureza parece ter escolhido um valor de uma proporção específica para esse equilíbrio e simetria, conhecida como razão divina, proporção dourada ou razão dourada. Esse valor, 1,618, é conhecido por Phi e o seu parente, phi tem o valor 0,618, sendo um a parte maior da proporção e o outro a parte menor. Para que não se duvide da importância destes valores, saiba que 0,618 é a razão da altura do umbigo relativamente à altura total do corpo, a razão do comprimento da mão, relativamente ao antebraço, a razão da distância entre a sobrancelha e o queixo, relativamente à distância entre este e a coroa da cabeça, no rosto humano. Mas também as órbitas dos planetas como Mercúrio e Vénus são descritas de forma aproximada por esta razão dourada, assim como as espirais que formam todas as coisas, desde os braços da Via Láctea até aos vórtices de um furacão, e até da forma como o cabelo cresce na cabeça humana, o desenvolvimento das conchas dos moluscos e o padrão das sementes de uma flor de girassol, são regidos por esta razão. E (de volta à Quântica), os percursos em forma de espiral ao longo do qual viajam as partículas quânticas numa câmara de bolha laboratorial regem-se também pela razão dourada. Esta razão está de tal modo inculcada nos nossos sentidos, da maneira como vemos as coisas, que não andaremos muito longe da verdade se dissermos que o júri que aprecia uma qualquer miss está, no fundo, a tentar avaliar qual a menina que está, “matematicamente, mais próxima de 0,618”... o que, reconheça-se, tira um pouco de encanto à coisa.

 

A razão dourada parece constituir o princípio orientador dos ciclos de crescimento e proporção da Natureza, bem como dos intervalos de tempo que separam os eventos da vida, pelo que não nos devemos surpreender descobrir que ela se aplica também ao próprio tempo, já que este é indissociável do espaço.

publicado por iorio às 01:29

Espaço de partilha de conhecimentos e experiências na amálgama que funde Espiritualidade e Ciência (as duas faces da mesma moeda), religião e Nova Era, hologramas e Matrix, o Segredo e 2012. E o segredo de 2012. E mais além!
mais sobre mim
Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
21
22
24

25
26
27
28
29
30
31


links
pesquisar
 
blogs SAPO